ZEN Surf. de Trem !!! Em ondas de viagens e informação ...

Zen surf de trem é um blog/coluna, que aborda de maneira jovial e sem compromisso, a realidade de um lugar diferente, os pensamentos de um sonhador e as informações de uma banda que luta em busca divulgar o seu som e sua ideologia . Um blog onde o debate é a palavra de ordem, do social a ufologia, sempre respeitando a opinião do próximo. Publicado em diversos jornais e sites do Mato Grosso do Sul.

sexta-feira, 30 de março de 2012

A força do BRICS na economia mundial.



           
            Em tempos de crise, eis quem sempre aparece para explicar e prever acontecimentos no cenário sócio econômico mundial? Os economistas.

           Como uma espécie de vidente, estes profissionais analisam os acontecimentos econômicos, sociais, culturais, e até mesmo ambientais, para adequar e melhorar a situação socioeconômica de cada região. Diante de todas estas atribuições, alguns economistas dos chamados países em desenvolvimento, analisam o que hoje pode se tornar um dos maiores e mais influentes blocos econômicos do mundo. 
 
           O BRICS, anteriormente somente BRIC, é um acrônimo que se refere aos países membros fundadores Brasil, Rússia, Índia, China e à Africa do Sul, que juntos formam um grupo político de cooperação.Em 13 de abril de 2011, o "S" foi oficialmente adicionado à sigla BRIC para formar o BRICS, após a admissão da África do Sul (em inglês: South Africa) ao grupo. Mesmo ainda não sendo um bloco econômico formal, como a União Europeia ou MERCOSUL, o BRICS já tem mostrado sua força, como a futura base da economia mundial.
Enquanto a Europa se afunda cada vez mais em uma crise que parece não ter fim, com altos índices de desemprego, manifestações populares e pressões politicas, o BRICS se fortalece com uma participação de quase 50% do PIB mundial, andando na contra mão da crise na Europa.
 
           Uma clara inversão de potencias econômicas está cada vez mais evidente, e os países que outrora eram o olho da crise mundial, hoje são apontados como solução para tal. Quem antes era ajudado, hoje fomenta ajuda para os países em desenvolvimento. Com a sensibilidade de quem sempre foi visto como 3º mundo, ou em desenvolvimento, o BRICS mostrou ainda mais sua força nesta semana. 
 
           Reunidos em Nova Délhi, Índia, chefes de estado e de governo das economias do BRICS, discutiram a criação de um banco para financiar projetos de infraestrutura e de desenvolvimento sustentável nas nações emergentes e nos países pobres.No comunicado conjunto, os governos manifestaram preocupação com a situação econômica internacional, pois enquanto o BRICS rapidamente se recuperou da crise, a economia mundial vive um momento de incertezas, diante disto grupo dos cinco países assinou acordos que vão permitir o financiamento de comercio e investimento em moeda local. O objetivo da medida é aumentar a cooperação entre os bancos de desenvolvimento do BRICS e elevar o comércio entre os países do bloco.

            Portanto aquela velha máxima que toda criança brasileira sempre ouviu falar, de que nosso país seria o país do futuro, parece que nunca esteve tão perto de realmente acontecer, que nossa politica econômica se mantenha sensata em suas decisões, e que o Brasil possa fomentar ainda mais o desenvolvimento pleno, erradicando a pobreza e investindo em maciçamente em educação.


João Caetano, músico/compositor
, líder da banda Surfistas de Trem,
Economista e colaborador do JR.

Comente, critique, opine !!!
Não se cale, pois quem cala consente.
E-mail: surfdetrem@yahoo.com.br

segunda-feira, 26 de março de 2012

O Analfabetismo do Sertanejo Universitário !!!

    
 Salve salve Rapaziada!!! Ultimamente, mais do que o habitual, tem ocorrido uma discussão um tanto quanto contraditória no Facebook.Os  defensores fíeis do estilo da moda, o Sertanejo Universitário, contra a galera do alternativo (rock, reggae, samba, pop). Cada qual vendo o seu lado. A galera do sertanejo, diz que o rock é do capeta, é musica de usuários de drogas etc, e os alternativos, contratacam dizendo que o sertanejo universitário é de gente banal, ignorante e modista.
     Sempre prego por um debate, sério aonde os dois lados possam expor suas opiniões e discutir de maneira inteligente, mas confesso, com essa galera da "butina" é difícil. 
     Tenho minha opinião bem definada a respeito, e acredito que assim como toda moda, essa de misturar o rural com o urbano também vai passar, até por que não existe uma relevância histórica, nem ideologica por trás do sertapop.
     Tenho bons amigos, que curtem sim o estilo, e são parte integrante deste movimento, que cultua a ignorância e "chucrisse" como nortes para a suas vidas. Em suas letras é cada vez mais evidente a falta de sentido para as músicas. Quando não estão incitando, ao consumo de alcool, a vida mundana, a banalização dos estudos e do sexo, simplesmente criam algo honomatopeítco, do tipo tche tche re re tche tche, Gustavo Lima e você!!! Ou ainda, eu qro tchu eu qro tcha eu qro tchu !!! É brincadeira. 
     A grande realidade é que os cantores, não são os grandes responsáveis por essas atrocidades disparadas contra a cultura. Vivemos em um mundo cada vez mais capitalista, e atualmente o Sertanejo Universitário é uma máquina de fazer dinheiro, e influenciar as pessoas, principalmente aquelas sem nenhum senso critico. Não iriam produzir tanto lixo, se não tivesse mercado, então é você que alimenta essa ignorância. 
     Um fato que me chamou a atenção é o descaso com qual os artistas deste meio tratam a relevancia cultural e informativa de seus trabalhos. Atentamos para o seguinte fato. Na ultima semana, estava sendo distribuida na Avenida Brasil, principal via de Ponta Porã/MS, cds promocionais da mais promissora dupla sertaneja do momento, Conrrado e Aleksandro, que são os mais novos contratados da Som Livre (maior gravadora e influenciadora musical do Brasil),. Sob a produção de ninguém menos que Luan Santana, idolo máximo do "Sertapop", eles apresentavam o seu material promocional em toda a cidade devido a sua apresentação que aqui ocorreria. Pois é, está ai pra quem quiser ver! Das 15 músicas que compõe o CD, 14 são frutos caracteristicos do Sertapop, daquele jeito que todo mundo conhece, a última música do CD, é uma junção de dois clássicos do meio alternativo, Por enquanto, de Renato Russo, imortalizada pela grave voz de Cassia Eller, e a outra é Pra ser sincero, clássico dos anos oitenta com os Engenheiros do Havai. 
     Uma ótima tentiva para captar "fregueses" não adeptos do Sertanejo Universitário, porém a grande falha da tentiva, foi na maneira que isto foi feita. Pra qualquer pessoa minimamente alfabetizada, SINCERO, se escreve desta maneira SIN-CE-RO. Agora se olhar, para a figura acima, que é a digitalização do CD, podemos ver a engraçada maneira de como foi escrito o nome da música. PRA SER "CINSERO".
    É no minimo engraçado, alguém que se intitula Universitário, cometer tamanha gafe, em uma palavra tão simples. O melhor de tudo isso, é ver a assinatura do idolo máximo do sertapop, logo embaixo, produzido por Luan Santana. Por favor meu povo, vamos acordar pra realidade e apreciar uma boa música de verdade, que te passe uma mensagem legal e positiva, chega de ignorancia e banalização no meio musical.
João Caetano, músico/compositor
, líder da banda Surfistas de Trem,
Economista e colaborador do JR.

Comente, critique, opine !!!
Não se cale, pois quem cala consente.
E-mail: surfdetrem@yahoo.com.br
        

Pratique o Zen Surfismo de Trem: Corpo são , mente sã (((((Em ondas de viagens e informação !!!))))

Loading...