ZEN Surf. de Trem !!! Em ondas de viagens e informação ...

Zen surf de trem é um blog/coluna, que aborda de maneira jovial e sem compromisso, a realidade de um lugar diferente, os pensamentos de um sonhador e as informações de uma banda que luta em busca divulgar o seu som e sua ideologia . Um blog onde o debate é a palavra de ordem, do social a ufologia, sempre respeitando a opinião do próximo. Publicado em diversos jornais e sites do Mato Grosso do Sul.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Circuito Universitário com Hermanos Irmãos, uma aula da cultura do MS.


      Na última quinta-feira, 26/04/12, no campus da UFMS em Ponta Porã, aconteceu pelo segundo ano consecutivo, o Circuito Universitário Cultural, com a brilhante apresentação do trio Hermanos Irmãos, que levou o melhor da música regional e da moderna música do MS para o público da cidade de Ponta Porã.
      O trio Hermanos Irmãos que é composto por Márcio de Camillo, Jerry Espíndola e Rodrigo Teixeira, apresentou os clássicos da música regional, além de fazer o regaste de uma das duplas mais emblemáticas da região de fronteira, e do MS, Beth e Bethinha, as princesas da fronteira. Com mais de 50 anos de carreira, a dupla foi convidada mais do que especial, e apresentaram canções que fazem parte da história musical da fronteira, como Paloma Blanca e Recuerdos de Ypacaray.
      O show foi aberto com sábias palavras do Diretor da Unidade da UFMS em Ponta Porã, Professor Amauri Jr, que ressaltou a importância da comunidade acadêmica em conhecer e respeitar a história e cultura do nosso estado. Uma colocação fundamental de quem tem o esclarecimento e é apoiador da cultura.
      Não poderia deixar de fazer tal ressalva, a respeito da colocação do Professor Amauri, depois de um pequeno desentendimento vivido a um ano atrás, quando os Hermanos Irmãos vieram na primeira apresentação no campus da UFMS em Ponta Porã. Na época, em julho de 2011, fui duramente criticado não somente pelo professor como também pelos acadêmicos, após escrever um artigo que fazia referência ao descaso com que o show foi tratado. Porém depois de debatermos como pessoas esclarecidas, pudemos perceber que ambas as partes tinham suas parcelas de erros. Por minha parte a generalização dos acadêmicos, e por parte da organização pela falta de divulgação.
      Quase um ano após tais fatos, só tenho que parabenizar não somente o professor Amauri Jr, que é um apoiador da cultura, como também de todos os que prestigiaram o magnífico show. Com uma ótima estrutura e interação total do público, o show foi um sucesso. E só tenho a agradecer a brilhante iniciativa da UFMS, e do apoio do campus em Ponta Porã. Como fomentador de cultura em nossa cidade, digo que eventos como este fortalecem e fazem cada vez mais, cidadãos melhores e mais esclarecidos.
      Isso mostra não somente a força que o debate, e as opiniões relevantes tem para a melhoria de todas as vertentes sociais. Na terça -feira, 24/04, em entrevista ao meu amigo Tião Prado, da Rádio Cerro Corá FM – 91,5 – fui questionado pelo mesmo, se esta coluna não me trazia muitas desavenças pelos diversos assuntos polêmicos que abordo. E minha resposta se fortalece ainda mais depois do show . Não abordo temas polêmicos para simplesmente ser polêmico, se estes são abordados, é por que acredito que são estes temas os quais temos que debater. Sendo que este espaço é um local de debates, então abro o tema para que os leitores participem, opinem, critiquem ou elogiem, ou seja, para que emitam suas opiniões. Pois aquilo que supostamente não tem polêmica, é por que está tudo certo. Então acredito que não devemos fugir dos assuntos polêmicos e sim tratá-los de debatermos, pois somente assim poderemos melhorar, ou modificar as questões que são de interesse de todos. Sendo assim, posso citar o ocorrido com a UFMS, como uma vitória para ambos os lados, pois além de ganhar um companheiro no apoio cultura, o evento foi mais do que um sucesso, foi uma aula magma.
      Indo um pouco mais longe, na primeira apresentação dos Hermanos Irmãos, tínhamos gravado nossas primeiras duas canções, e com a cabeça cheia de ideias, fui após o show trocar uma ideia com meus ídolos. Presenteei-os com um CD ao qual continha apenas duas músicas , dos Surfistas de Trem, e depois disso pude ter a certeza que era este caminho o qual deveríamos seguir. Em menos de um ano, não só conseguimos grandes conquistas com nosso trabalho autoral, mas também o reconhecimento de músicos que até então tinha meramente como ídolos. Neste tempo, abrimos o show do Rodrigo Teixeira na Concha Acústica em Campo Grande, e também o show acústico de Jerry Espíndola em Ponta Porã, que para nossa felicidade nos dedicou um clássico da polca-rock, Colisão. Ou seja, de fã, viramos amigos, e não por influência de um ou de outro, mais pelo trabalho reconhecido por grandes nomes da música moderna do MS.
       Agradeço a todos, pelo apoio incessante que temos recebido, neste momento estamos a caminho do Festival América do Sul, palco de grandes nomes da música do MS, do Brasil e toda América do Sul. Certos de que não é em vão a nossa luta pela massificação da cultura em nossa cidade. Muito obrigado a todos !!!


João Caetano - Músico/Compositor,
Conselheiro municipal de cultura,
, líder da banda Surfistas de Trem,
Economista e colaborador do JR.

Comente, critique, opine !!!
Não se cale, pois quem cala consente.
E-mail: surfdetrem@yahoo.com.br

terça-feira, 17 de abril de 2012

A reestruturação do Conselho Municipal de Cultura em Ponta Porã. Vida inteligente além do tereré!




      Na última quinta-feira (12/04), na Casa dos Conselhos em Ponta Porã, ocorreu a reunião para tratar da reestruturação do Conselho Municipal de Cultura. 
 
      O Conselho Municipal de Cultura, atualmente presidido pelo ator, Augusto Palermo, tem como objetivo principal nesta reestruturação evidenciar a cultura fronteiriça, em seus mais diferenciados segmentos, sejam eles, a música, o artesanato, o teatro, a dança, a literatura, as artes plásticas entre outros segmentos culturais. 
 
      A reestruturação acontece em um momento especial, aonde principalmente a música tem impulsionado a cultura da fronteira para o todo o estado de MS. O crescimento de bandas como Retorno Comum e os Surfistas de Trem, fizeram com que a Fundação de Cultura do MS, se voltasse para nossa cidade com bons olhos, dando oportunidades únicas para a Moderna Música da Fronteira. Em um ano, foram participações no Som da Concha, Kit de Difusão e mais recentemente no maior festival cultural do estado, o Festival América do Sul, ao qual a fronteira será representada pela banda, Surfistas de Trem, e acontecerá no próximo dia 29 de abril na cidade de Corumbá. 
 
      Este crescimento também deu-se devido ao bom relacionamentos que os músicos tem com a FUNCESPP, e seus gestores seja na pessoa de seu Diretor-Presidente, Sr. Adir Teixeira, ou de seu Diretor de Cultura, Eder Rubens, que sempre estão dispostos a fomentar e desenvolver projetos relevantes para a cultura de Ponta Porã. Através de projetos como o Som da Fronteira, que ano passado fora contemplado com o FIC (Fundo de Investimento a Cultura), a música pode ter um espaço, e uma estrutura digna para que pudesse mostrar realmente seu valor. 
 
     Neste importante momento para a cultura fronteiriça, o Conselho Municipal de Cultura, começa a se fortalecer com a união de todos os segmentos culturais, e preparam um evento para que a população fronteiriça tome conhecimento da importância dessa nova etapa na arte e cultura de Ponta Porã, provando que a fronteira tem muito mais a oferecer do que o bom e velho tereré. Em breve mais informações sobre o evento cultural !!!


João Caetano, músico/compositor
, líder da banda Surfistas de Trem,
Economista e colaborador do JR.

Comente, critique, opine !!!
Não se cale, pois quem cala consente.
E-mail: surfdetrem@yahoo.com.br

Pratique o Zen Surfismo de Trem: Corpo são , mente sã (((((Em ondas de viagens e informação !!!))))

Loading...